Posted on

Dia Internacional da Mulher: confira 6 agentes transformadoras na história da medicina

Mulheres agentes transformadoras da história da medicina
Mulheres agentes transformadoras da história da medicina

Por muitos anos a sociedade excluiu as mulheres das universidades e das ciências. E mesmo quando elas lutavam por esse acesso, acabaram sendo esquecidas de alguns livros de História. No entanto, para fazermos medicina como ela é hoje, tivemos a contribuição de muitas mulheres como agentes transformadoras. Hoje, no Dia Internacional da Mulher selecionamos seis delas para você conhecer melhor:

Rita Lobato Velho Lopes
1ª médica no Brasil
Primeira médica brasileira

Lobato se tornou a primeira médica brasileira, em 1887, ao defender a tese “Paralelo entre os métodos preconizados na operação cesariana”

Marie Curie
Pioneira no estudo da radioatividade
Pioneira no estudo da radioatividade

Cientista renomada, Marie Curie foi ganhadora de dois Prêmios Nobel em Física e Química (em 1903 e 1911). A polonesa participou dos estudos sobre a radioatividade (sendo a inventora do termo) e descobriu os elementos químicos Polônio e do Rádio.

Gerty Cori
1ª mulher a ganhar um Nobel em Medicina

Nascida na República Tcheca e radicada nos Estados Unidos, Cori foi a primeira mulher a receber o prêmio Nobel de Medicina, em 1947, por causa de seus estudos e descobertas sobre diabetes.

Gertrude Ellion
Criadora de medicamentos antivirais

Junto com George Hitchings criou medicamentos para uma série de quadros como leucemia, malária, gota, artrite reumatoide, rejeição de órgãos, infecção bacteriana e muito mais. Descobriram, em 1977, o composto aciclovir, capaz de atacar o vírus da Herpes.

Françoise Barré-Sinoussi
Descobridora do vírus HIV

A virologista francesa descobriu a existência do HIV. Em 1983, ela publicou na revista Science a descrição completa do vírus da imunodeficiência adquirida e ganhou o Prêmio Nobel de Medicina em 2008 por isso

Ester Sabino
Coordenadora do sequenciamento do genoma do Sars-CoV-2

Em fevereiro de 2020, Sabino e sua equipe no Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da USP realizaram o sequenciamento das amostras de vírus colhidas dos primeiros pacientes atendidos na cidade de São Paulo. Os primeiros resultados saíram em 48 horas

One Reply to “Conheça 6 mulheres que fizeram a diferença na medicina”

  1. Muito orgulho de ser mulher e que honra dessas grandes cientistas citadas. Parabens pela reportagem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *