Posted on

Como plasma rico em plaquetas (PRP) e aspirado de medula óssea (BMAC) podem ajudar a tratar tendinopatias

Estudo aliou as duas técnicas a células-tronco extraídas de tendão para conduzir ruptura do manguito rotador

Artigo sobre o uso de PRP e BMAC em tendinite do maguito rotador

Há muita pesquisa em andamento sobre novas terapias para condução de tendinopatias. Para ampliar suas perspectivas, trouxemos um estudo que combina a identificação de células-tronco derivadas de tendão, que sugeriu um novo paradigma na cicatrização de tendões a concentrados de aspirado de medula óssea (BMAC) e plasma rico em plaquetas (PRP), aplicados a lesões no manguito rotador. Confira a íntegra:

Resumo

Concentrados de aspirado de medula óssea (BMACs) e plasma rico em plaquetas (PRP) são boas fontes para controlar a diferenciação de células-tronco extraídas de tendão, mas não há estudos sobre o efeito do conjugado BMAC-PRP em células-tronco extraídas de tendão em tendinopatia. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito do BMAC-PRP nas células-tronco extraídas de tendão e encontrar o efeito terapêutico do BMAC-PRP na ruptura do tendão do manguito rotador. O potencial condrogênico e osteogênico de células-tronco extraídas de tendão diminuiu, mas o potencial adipogênico delas não revelou diferença significativa quando cultivados em conjunto com BMAC-PRP. A proliferação celular foi significativamente maior em células-tronco extraídas de tendão cocultivadas com BMAC-PRP do que em células-tronco extraídas de tendão. O grau de fechamento da ferida (porcentagem) foi diferente entre células-tronco extraídas de tendão e células-tronco extraídas de tendão com BMAC-PRP. Não houve diferença significativa na expressão de colágeno tipo I e tipo III na coloração imunocitoquímica na presença de BMAC-PRP. A pontuação inicial da escala analógica visual (VAS) foi de 5,8±1,9, que mudou para 5,0±2,3 em 3 semanas e 2,8±2,3 em 3 meses após a injeção de BMAC-PRP (p<0,01). A pontuação do American Shoulder Elbow Surgeon mudou de 39,4±13,0 na linha de base para 52,9±22,9 em 3 semanas e 71,8±19,7 em 3 meses após a injeção (p<0,01). A área rompida inicial do tendão do manguito rotador foi de 30,2±24,5 mm2, e essa área foi reduzida para 22,5±18,9 mm2 em 3 meses, mas a mudança não foi significativa (p > 0,05).

Os dados indicam que BMAC-PRP aumenta a proliferação e migração de células-tronco extraídas de tendão e previne a diferenciação condrogênica e osteogênica aberrante de células-tronco extraídas de tendão, o que pode fornecer uma base mecanicista para os benefícios terapêuticos de BMAC-PRP para ruptura do tendão do manguito rotador.

Palavras-chave: Medula óssea, plaquetas, manguito rotador, tendão, células-tronco

Leia a íntegra:

Quer dominar sobre intervenção em medicina regenerativa? Confira a programação da Pós-Graduação em Intervenção em Medicina Regenerativa Musculoesquelética do Cetrus

One Reply to “Efeito do Plasma Concentrado Rico em Plaquetas e Aspirado de Medula Óssea em Células-Tronco extraídas de Tendão e Ruptura do Tendão do Manguito Rotador”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *