Posted on

Ectasia ductal assimétrica normalmente é negligenciada, mas pode apontar malignidade

Estudo revisou como definir e descrever esses achados

AJR Am J Roentgenol 213: 473–481

Embora a ectasia ductal retroareolar simétrica bilateral seja geralmente benigna, um padrão de ducto dilatado unilateralmente na mamografia pode ser um indicador de malignidade. Com o advento da tomossíntese e do ultrassom de alta resolução, a ectasia ductal assimétrica é identificada com frequência crescente. Trouxemos hoje um estudo que revisa literatura para definir o significado clínico deste tipo de alteração, descrever os achados de imagem em várias modalidades e alertar os radiologistas sobre este importante, mas frequentemente esquecido, sinal de malignidade. Confira o resumo e o link para a íntegra do paper:

Objetivo: definir o significado clínico da ectasia ductal assimétrica por meio de uma revisão da literatura e descrever os achados de imagem.

Conclusão: A ectasia ductal assimétrica apresenta um risco significativo de malignidade e lesões de alto risco. Os achados na imagem convencional podem ser sutis e facilmente esquecidos. A ectasia ductal assimétrica deve ser incluída no padrão de pesquisa durante a interpretação da imagem. A amostragem de tecido é geralmente garantida. A ultrassonografia é crítica na identificação de anormalidades ductais para orientar a biópsia.

Leia o artigo completo:

2 Replies to “Ectasia ductal assimétrica: um sinal de malignidade frequentemente negligenciado”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *