Posted on

Gemelaridade pede cuidados especiais: entenda mais em bate-papo com Dr. Fábio Peralta

Durante esse tipo de gestação, é muito importante que o ultrassonografista se atende a detalhes importantes, que guiarão a conduta do obstetra

Banner do episódio do MedTalks sobre Gemelaridade

Quando o médico se depara com dois fetos no exame de ultrassom de rotina de uma gestante, tanto sua conduta quanto a do obstetra precisam ser reformuladas e algumas variáveis são determinantes nesse momento. “Vemos uma falha muito grande nesse aspecto, quando a gemelaridade é identificada, o ultrassonografista não colocar qual é o tipo, o que diferencia demais como vamos seguir essa gravidez de gêmeos”, frisa o ginecologista e obstetra Dr. Fábio Peralta, coordenador da Pós-Graduação em Medicina Fetal do Cetrus. E isso é importante, considerando como as gestações gemelares estão aumentando.

“O melhor momento para a gente não comer bola com gêmeos e o tipo de placentação e amnionicidade é em torno de 8 semanas de gestação”, explica o especialista. Se for muito cedo, é mais fácil não ver um dos gêmeos, na oitava semana é mais fácil para ver os bebês e reconhecer melhor o número de placentas, embriões, cavidades amnióticas e se há fusão entre os embriões. “Os protocolos para gemelaridade são bem individualizados para cada situação”, considera Dr. Peralta. Mas, se isso não for possível, no ultrassom entre 11 e 14 semanas também é uma boa oportunidade.

Se você não tem muita experiência, sempre é válido conversar com um colega mais acostumado com gemelaridade para opinar sobre as imagens vistas. E se mesmo assim houver dúvida, a dica do Dr. Peralta é simples: “siga como a classificação que complica mais, o máximo que pode acontecer é pecar pelo excesso de zelo”, aconselha.

E esse foi só o começo do papo! Para saber mais sobre as condutas importantes e também conhecer mais sobre a trajetória do Dr. Fábio Peralta, confira a íntegra do episódio abaixo:

Ou, se preferir, nos veja direto no YouTube ou ouça pelo SpotifyDeezer ou Google Podcasts. Não esqueça de nos seguir nesses canais, para ser notificado sobre os próximos episódios!

2 Replies to “Gemelaridade: confira bate-papo com Dr. Fábio Peralta”

  1. Estou gravida fiz a primeira ultrassom com 6 semana e tinha um bebe e agora estou com 9 semana e estou com um corpo lúteo no ovário direito oq pode ser alguém pode mim ajudar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *