Posted on

Alteração no fluxo da artéria vertebral pode causar problemas de saúde: conheça mais sobre o roubo subclávio

Paciente passando por ecocardiografia
Roubo subclávio é detectado através do Doppler espectral

O roubo subclávio é uma condição hemodinâmica em que há um fluxo retrógrado em uma artéria vertebral devido à estenose ou oclusão da artéria subclávia ipsilateral, ou, mais raramente, do tronco braquicefálico. Esse fenômeno deve ser proximal à origem da artéria vertebral na subclávia. Uma das principais causas (cerca de 95%) da oclusão é a aterosclerose.

Com a redução da pressão na artéria subclávia distalmente à obstrução, o sangue flui de forma anterógrada pela artéria vertebral contralateral, chega à artéria basilar e desce de modo retrógrado pela artéria vertebral ipsilateral, o que causa uma circulação colateral para a membro superior. O sangue é sequestrado do sistema basilar, o que pode prejudicar o fluxo sanguíneo encefálico.

Dados da síndrome do roubo subclávio

É considerada uma condição rara, estudos mostram uma incidência de 2,5% na população.

  • Homens são mais afetados do que as mulheres, em uma proporção de 2:1;
  • É mais comum no lado esquerdo que do direito, em uma proporção de 3:1.
Sintomas do roubo subclávio

A maioria dos pacientes é assintomática. Nos pacientes sintomáticos, os principais sinais são:

  • Claudicação intermitente da extremidade superior ipsilateral;
  • Sintomas de isquemia vertebrobasilar;
  • Isquemia miocárdica (em pacientes revascularizados).
Como detectar o roubo subclávio

Através das alterações hemodinâmicas da artéria vertebral estudadas com Doppler Espectral. Três tipos de roubo da subclávia podem ser identificados1:

Pré-roubo subclávio

  • Diminuição aguda e transitória das velocidades de fluxo na mesossístole;
  • Dois picos sistólicos (sendo o primeiro pontiagudo e o segundo arredondado);
  • Fluxo anterógrado em diástole.

Roubo parcial ou intermitente

  • Curva característica associada a estenose subclávia;
  • O fluxo é retrógrado na sístole e anterógrado em diástole;
  • Se associa a assimetria de pressão arterial;
  • Padrão bidirecional.

Roubo completo

  • Curva característica associada a estenose ou oclusão da artéria subclávia;
  • O fluxo é retrógrado na sístole e diástole;
  • Se associa a assimetria de pressão arterial.

Caso haja suspeita, o diagnóstico da obstrução pode ser confirmado com arteriografia ou angiografia por ressonância magnética ou por tomografia computadorizada.

Doppler espectral (PW) da artéria vertebral direita mostrando fluxo invertido, compatível com roubo completo
Doppler espectral (PW) da artéria vertebral direita mostrando fluxo invertido, compatível com roubo completo
Tratamento

A síndrome do roubo subclávio normalmente é tratada cirurgicamente. Mas vale ressaltar que o tratamento de pacientes assintomáticos é considerado questionável.

Além da cirurgia tradicional, cada vez mais a técnica angioplastia transluminal percutânea tem se desenvolvido e se tornado uma opção mais comum. Outras metodologias, como a artrectomia, também são aplicáveis.

Portanto, as modalidades mais comuns de tratamento são:

  • Bypass carotídeo-subclávio;
  • Transposição carótida subclávia;
  • Axilo-axilar bypass;
  • Endartectomia carotídea;
  • Artrectomia;
  • Angioplastia transluminal percutânea (PTA) com implante de stent.

Quer saber mais sobre o tema? Confira a programação da pós-graduação em Ecografia Vascular e do curso básico de Ecografia Vascular Carótidas e Vertebrais, Arterial e Venoso.

Referências
  1. Passos, MD et al. Atualização sobre Ultrassom Doppler das Artérias Vertebrais: Síndrome do Roubo da Subclávia. Arq Bras Cardiol: Imagem cardiovasc. 2016;29(2):58-62
  2. Pinto, DS. Potter, BJ. Subclavian Steal Syndrome. Circulation. 2014; 129 (22):  2319-2323

6 Replies to “Roubo subclávio: o que é e como diagnosticar”

  1. Boa noite!!! Meu batimento cardíaco ficou muito alto e fui pro hospital me deram remédio e baixou e me mandaram pra um pisquiatra,eu fui em um cardiologista e fiz houlter 24 horas e não deu nada ,queria saber si pode ter sido a ansiedade e mal momento que estava passando que me deu esse ataque cardíaco,me ajudem pois o médico não foi claro comigo

  2. Teñho roubo da sbclavia pea segunda vez.fiz angioplastia a 10 anos.agora ja não escuta pressao no braço direito me ajude tenho medo de morrer porq ja fiz 2 revasclarizacao no coracao e coloquei stend tenho dor no peito

  3. Tenho a síndrome e estou sendo examindado para o diagnóstico final. Fiz o cateterismo, sem a constatação de obstruções das coronària. Não tenho sintomas. Apesar de leigo, achei o artigo de muito boa qualidade técnica e de fácil entendimento

  4. Muito bom este sítio, acho que merece ser melhor divulgado. Acredito que o Brasil só será uma potência quando dominar a matemática, a química, a física e a biologia, o resto vem a reboque. Vou divulgar ao máximo este sítio.

  5. Legal, prático e bem conduzido o assunto, acho que faltou mas imagens, como do modo pré roubo, parcial e completo, grato, boa tarde, obrigado, pelos ensinamentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *