Posted on

Confira o Guideline da ISUOG do exame ultrassonográfico do SNC fetal

Diretrizes revisam, descrevem e atualizam os aspectos técnicos da avaliação de triagem do cérebro fetal

Ultrasound Obstet Gynecol. 2020 Sep;56(3):476-484

As malformações do sistema nervoso central (SNC) são algumas das anomalias congênitas mais comuns. Os defeitos do tubo neural são as malformações do SNC mais frequentes e chegam a cerca de um a dois casos por 1000 nascimentos. A incidência de anormalidades intracranianas com um tubo neural intacto é incerta, pois é provável que a maioria dessas anormalidades não são detectadas no nascimento e se manifestam apenas em idade avançada. No entanto, estudos de acompanhamento de longo prazo sugerem que a incidência pode chegar a um em cada 100 nascimentos.

O ultrassom é usado há quase 30 anos como a principal modalidade para auxiliar no diagnóstico de anomalias do SNC fetal. O objetivo destas Diretrizes é revisar, descrever e atualizar os aspectos técnicos da avaliação de triagem do cérebro fetal a ser realizada como parte do exame de anomalia do meio do trimestre, que é referido neste documento como um “exame de triagem”. Esta Diretriz também apresenta as indicações para a avaliação detalhada do SNC fetal, que constitui “neurossonografia fetal direcionada”, um exame dedicado do cérebro e da coluna vertebral fetal que requer conhecimentos específicos e equipamentos de ultrassom sofisticados. Este exame é descrito na Parte 2 desta Diretriz, na qual também discutimos as indicações para a imagem por ressonância magnética (RM) do cérebro fetal. Os detalhes dos graus de recomendação e níveis de evidência usados ​​nesta Diretriz são fornecidos no Apêndice 1.

Confira a íntegra:

Quer saber mais sobre o tema? Conheça a programação do nosso curso intensivo de Neurossonografia Fetal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *