Posted on

Atletas costumam ter mudanças na estrutura de seu coração, mas elas são benignas

Saber como diagnosticá-las ajuda a diferenciar o quadro de outras patologias cardíacas

Exame de eletrocardiograma
O exame de eletrocardiograma é capaz de mostrar as alterações no coração do atleta

Coração de atleta é o nome dado à remodelação estrutural, funcional e elétrica que acompanha o treinamento atlético regular. É uma adaptação fisiológica importante que ajuda os esportistas a ter um desempenho melhor em tarefas físicas do que os não atletas e uma das mudanças fisiológicas que podem tornar um bom atleta excelente.

Essas mudanças ocorrem no coração de pessoas que treinam por mais deuma hora na maioria dos dias. As alterações mais comuns são:

  • Aumento da massa muscular, espessura da parede e tamanho da câmara do ventrículo esquerdo (VE), devido à maior carga de volume e pressão;
  • Bradicardia;
  • Aumento do tempo de enchimento diastólico.

Apesar das mudanças, as funções diastólica e sistólica permanecem iguais.

Normalmente as mudanças no coração dos homens são maiores do que nas mulheres de mesma idade e tamanho corporal.

Algumas mudanças variam conforme o exercício

De acordo com uma meta-análise publicada na revista científica Heart da AHA, publicada em 20031, as alterações estruturais do coração de atleta variam de acordo com a prática esportiva praticada

  • Hipertrofia ventricular esquerda predominantemente excêntrica é observada em esportes com alta dinâmica e baixa demanda estática (por exemplo, corrida);
  • Esportes com altas demandas estáticas (por exemplo, levantamento de peso) levam à hipertrofia predominantemente concêntrica;
  • Em esportes com altas demandas dinâmicas e estáticas (por exemplo, ciclismo), a hipertrofia é mista
Sintomas do coração de atleta

Não existem sintomas, pois são alterações fisiológicas e benignas.

Alterações eletrocardiográficas

O estudo da revista científica Heart também listou as principais alterações que são encontradas nas eletrocardiografias de atletas são1:

Distúrbios de ritmo

  • Bradicardia sinusal
  • Arritmia sinusal, principalmente relacionada à respiração
  • Parada sinusal, com batimento ou ritmo de escape ectópico ou retomada do ritmo sinusal
  • Marcapasso atrial ectópico
  • Outros ritmos, como ritmo juncional.

Bloqueio atrioventricular

  • Bloqueio atrioventricular de primeiro grau
  • Bloqueio atrioventricular (AV) de segundo grau, Möbitz tipo I ou tipo Wenckebach
  • Dissociação atrioventricular.
  • Bloqueios AV de alto grau raramente foram observados em atletas; eles podem ser indicativos de doença cardíaca subjacente e são uma indicação para avaliação posterior.

Alterações morfológicas

  • Aumento da amplitude e o entalhe da onda P
  • Aumento de voltagem QRS:
    • evidência de HVE – por exemplo, índice de Sokolow e Lyon aumentado (SV1 + RV5)
    • evidência de RVH – por exemplo, RV1 + SV5 aumentado
    • bloqueio de ramo direito incompleto (atraso final de condunção ventricular)
    • o eixo frontal QRS está geralmente entre 0–90° e é em média normal.

Anormalidades de repolarização

  • Segmento ST
    • elevação do ponto J
    • elevação do segmento ST
    • depressão do segmento ST

  • Onda T
    • ondas T altas e pontiagudas
    • ondas T entalhadas
    • baixa amplitude ou ondas T isoelétricas
    • ondas T bifásicas
    • ondas T bifásicas com negatividade terminal
    • ondas T invertidas.

Quer conhecer melhor as alterações que ocorrem no corpo do atleta? O Cetrus tem uma pós-graduação Latu Senso em Medicina do Exercício e do Esporte, confira a programação.

Referências

  1. Fagard, R. Athlete’sheart. Heart. 2003 Dec; 89(12): 1455–1461.
  2. Coração de atleta. Manual MSD para Profissionais. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt/profissional/doen%C3%A7as-cardiovasculares/esportes-e-o-cora%C3%A7%C3%A3o/cora%C3%A7%C3%A3o-de-atleta. Acessado em: 08/01/2021

One Reply to “Coração de atleta: entenda as alterações cardiológicas em esportistas”

  1. Muito importante essas anotações sobre o coração do atleta. Explicações de forma didática. Parabéns aos envolvidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *