Posted on

Como Anda Sua Avaliação do Paciente com Doença Hepática? (Parte 2)

No último post do blog, iniciamos uma discussão de um caso clínico, a qual abordou a anamnese, o exame físico, os exames laboratoriais (incluindo o diagnóstico) e a ultrassonografia de um paciente infectado pelo vírus da hepatite C.

Terminamos o caso clínico com a seguinte questão: um resultado de ultrassom normal representa um fígado normal?

Abaixo encontramos um vídeo da Dra. Fernanda Branco, que responde a essa pergunta dando continuidade na investigação diagnóstica e na conduta terapêutica do paciente.

Apresentamos ainda um vídeo da Dra. Winnie Bastos, com uma revisão sobre a elastografia hepática. Ela aborda os principais conceitos relacionados a esse exame, bem como sua técnica e suas indicações.

Para a sua melhor compreensão do caso, sugerimos fortemente que você assista aos vídeos dos posts anteriores.

Esperamos que você goste do material e tenha um bom estudo!

Caso clínico de um hepatopata – parte 2



Resumo sobre a elastografia hepática

Quer aprofundar ainda mais o seu conhecimento?
Conheça nosso curso.


Dra. Fernanda Schild Branco de Araújo
Médica Gastroenterologista;
Doutorado em Hepatologia pela Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre e Universidade de Barcelona;
Fellow no Serviço de tumores de Fígado – BCLC e Serviço de Ecografia do Hospital Clínic de Barcelona-Espanha;
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Hepatologia.

Confira curriculum completo

Dra. Winnie Nunes

Médica com Residência em Ginecologia Obstetrícia;
Título de Especialista em Ultrassonografia Geral pelo Colégio Brasileiro de Radiologia- CBR.
Confira curriculum completo

2 Replies to “Como Anda Sua Avaliação do Paciente com Doença Hepática? (Parte 2)”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *