Posted on

Confira o mais recente parecer do Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia

Obstetrics & Gynecology, vol. 135, NO 4, Abril 2020

Médico consultando estudo científico

Muitas pessoas têm receio ao ver uma grávida se exercitando. No entanto, a atividade física adequada é muito importante para a manutenção da saúde nesse período. Para ajudar quem têm interesse nesse tema, a dra Tathiana Parmigiano indicou esse artigo com uma atualização da indicação de exercícios na gestação feita pelo Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia.

Resumo:

O exercício — definido como atividade física que consiste em movimentos corporais planejados, estruturados e repetitivos, feitos para melhorar um ou mais componentes da aptidão física — é um elemento essencial para um estilo de vida saudável, e obstetras, ginecologistas e outros profissionais devem encorajar que seus pacientes continuem ou comecem os exercícios como um componente importante para uma manutenção da saúde.

Mulheres que habitualmente se engajam em atividades aeróbicas de intensidade vigorosa ou que eram fisicamente ativas antes da gravidez podem continuar essas atividades durante a gestação e no período pós-parto. Estudos observacionais evidenciaram que o exercício durante a gravidez tráz benefícios como redução do diabetes mellitus gestacional, redução de complicações do parto cesariana e do parto vaginal, como também do tempo de recuperação pós-parto. A atividade física também pode ser um fator essencial na prevenção dos transtornos depressivos da mulher no período pós-parto.

A atividade física e os exercícios durante a gravidez estão associados a riscos mínimos e demonstraram beneficiar a maioria das mulheres, embora algumas modificações nas rotinas de exercícios possam ser necessárias devido às necessidades fetais e mudanças anatômicas e fisiológicas esperadas para o período gestacional. Na ausência de complicações, contraindicações obstétricas ou médicas, a atividade física na gravidez é segura e desejável e as gestantes devem ser encorajadas a continuar ou iniciar atividades físicas seguras. Este documento foi revisado para incorporar evidências recentes sobre os benefícios e riscos da atividade física e exercícios durante a gravidez e o período pós-parto.

Confira o artigo na íntegra:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *